Ter visto você me ignorar daquele jeito, foi a pior das piores dores.
Florescei (via versejais)
Quando eu penso, estrago tudo. É por isso que evito pensar: só vou mesmo é indo. E sem perguntas por que e para quê. Se eu pensar, uma coisa não se faz, não aconteço.
Clarice Lispector.  (via quocitada)
Sentado ali, bebendo, considerei a opção do suicídio, mas me senti estranhamente apaixonado pelo meu corpo, pela minha vida. Apesar das cicatrizes que marcavam meu corpo e minha existência, ambos eram propriedades minhas.
Charles Bukowski.  (via quocitada)
Você não soube me dizer adeus. Saiu como quem voltaria no final do dia, não levou absolutamente nada. Hoje eu carrego toda essa bagagem que você deixou, e por muitas vezes tentei deixá-lá para trás, mas não é fácil desfazer do que carregamos por dentro.
Relatos de Tess  (via delator)
Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar.
Cora Coralina.       (via uma-poeta-encantada)
Fecha o guarda-chuva, menina
deixa a chuva molhar
deixa ela levar o mundo
deixa a alma refrescar.
Elisa Bartlett      (via antipoetico)
E eu estou chorando agora, mas principalmente de raiva por a gente ter que mendigar carinho pra se sentir uma boa pessoa. Se ninguém nos telefona, se ninguém vem à nossa casa, se ninguém aceita o nosso jeito, parece que a gente não existe, parece que as coisas deram errado, e não deram. Sou uma pessoa bacana, forte, generosa, não deveria precisar que ninguém me aplaudisse, mas a gente precisa dos outros, precisa que eles demonstrem que nos admiram, mesmo que estejam fingindo.
Martha Medeiros (via soupoetico)
É tão deprimente você ter sido tão machucado sentimentalmente à ponto de não conseguir sentir mais nada por ninguém.
Mas está faltando amor.   (via acorrentei)
Não muito inteligente. Não muito bonito. Não muito legal. Não muito engraçado. Esse sou eu: não muito.
John Green.     (via apagou)
Quando a minha mãe morrer, eu vou morrer também.
Dominique Motoshima, 6 anos. (via contentei)
©    Defeiitos